Poemas e língua

A poesia exerce fascínio nos alunos, pela sonoridade, pelo ritmo e pela forma como se apresenta. A poesia faz-nos viajar por diferentes caminhos, mundos, sentimentos, cores, cheiros… Desta forma, a poesia é uma estratégia pedagógica que deve ser encarada como um magnífico exercício do magistério da sensibilidade visando a educação global do indivíduo e, em particular, o desenvolvimento da capacidade comunicativa e uma relação saudável com o mundo.

Pretende-se ainda que o convívio com a poesia resulte numa recuperação da funcionalidade afetiva da língua portuguesa no quadro de uma pedagogia estética que privilegie a palavra e o texto poético, na tentativa de reconciliar a escola com a palavra, a criatividade e o espírito crítico. Há que perder o medo à poesia na escola e aceitar os seus infinitos desafios à criatividade humana que ela encerra. Nesta ação prática, será apresentada a Poesia nas suas diferentes vertentes: como viagem, como recurso pedagógico e como mecanismo de interdisciplinaridade, sem esquecer a introdução ao texto poético de acordo com as expectativas dos alunos.

Rosa Batista
Professora do 3. º ciclo e secundário de Português e Francês, licenciada pela Universidade do Minho, no ano 2007 e mestre em Mediação Educacional e Supervisão na Formação. Desde 2008 que se encontra ligada à Casa do Professor e há 8 anos formadora, tem promovido o desenvolvimento de formações no âmbito da escrita criativa, da poesia e da leitura.